"Uma criança é como o cristal e como a cera. Qualquer choque, por mais brando, a abala e comove, e a faz vibrar de molécula em molécula, de átomo em átomo; e qualquer impressão, boa ou má, nela se grava de modo profundo e indelével." (Olavo Bilac)

"Un bambino è come il cristallo e come la cera. Qualsiasi shock, per quanto morbido sia
lo scuote e lo smuove, vibra di molecola in molecola, di atomo in atomo, e qualsiasi impressione,
buona o cattiva, si registra in lui in modo profondo e indelebile." (Olavo Bilac, giornalista e poeta brasiliano)

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Fofocando com os brinquedos

Foto: Luz Art. Google Imagens.

"Um fato curioso: nós acreditamos mais nas coisas que ouvimos acidentalmente do que nas que são ditas na nossa cara!

Com a criança por perto, comece a cochichar alto algum elogio a ela para outra pessoa (a avó, a tia, o ursinho de pelúcia ou finja falar ao telefone). Não olhe para a criança quando fizer isso. Comece falando alto, mas depois diminua o tom de voz, faça uma concha com as mãos como se estivesse falando um segredo.

Converse com uma boneca, por exemplo e pergunte a ela: "Hello Kitty, a Fulana pode jantar sem lavar as mãos?" Encoste o ouvido na boca da boneca "O QUÊ? Ah... obrigada, ela precisa mesmo lavar, né?" Depois "olha, eu falei com a Hello Kitty e ela disse que quer que você lave as mãos bem rápido e depois me dê um abraço".

Isso faz as coisas mais lentas para você, mas por outro lado ajuda a manter um ambiente leve e positivo."


Organização e compilação: Andréa Goulart


Por Cintia Liana

Um comentário:

Letícia Godoy disse...

Oi Cintia, que saudade de você minha amiga querida. Estou voltando ao Filhos Adotivos depois da tempestade. Passando para fazer uma visitinha aos amigos queridos e dizer que estava morrendo de saudades.
Beijinhos no coração