"Uma criança é como o cristal e como a cera. Qualquer choque, por mais brando, a abala e comove, e a faz vibrar de molécula em molécula, de átomo em átomo; e qualquer impressão, boa ou má, nela se grava de modo profundo e indelével." (Olavo Bilac)

"Un bambino è come il cristallo e come la cera. Qualsiasi shock, per quanto morbido sia
lo scuote e lo smuove, vibra di molecola in molecola, di atomo in atomo, e qualsiasi impressione,
buona o cattiva, si registra in lui in modo profondo e indelebile." (Olavo Bilac, giornalista e poeta brasiliano)

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Gestação da Alma

We Heart it

Por Cintia Liana Reis de Silva

A decisão de adotar uma criança gera muita incertezas, dúvidas, medos e ansiedades, relacionados a vida do futuro filho, como a educação, a criação, a revelação da adoção, etc. O primeiro conselho que posso dar é, tenha calma! Tenha uma consciência maior das suas verdadeiras motivações para adotar. Se para ter um filho biológico esperamos 9 meses, por que um adotivo terá que chegar em uma semana?
Aproveite para amadurecer, prepare sua casa na medida em que for resolvendo as questões juntamente a Vara da Infância. Adotar traz outras incertezas que não passamos geralmente com filhos biológicos, mas com o passar do tempo entendemos que do mesmo modo, o ato de adotar, é construir uma relação parental igual a de um filho "natural".
Se desapegue de antigas convicções e transforme seus paradigmas. Não ouça histórias nem críticas ruins sobre o seu desejo de ter um filho adotivo, ignore-as. Toda a dificuldade é superada pela realização de algo maior.
Quem adota se insere num mundo completamente novo com outros significados e novas descobertas sobre o amor humano.
A primeira etapa de amadurecimento da adoção é o momento em que os adotantes refletem e discutem sobre as possibilidades e implicações de uma adoção na família. Após alguns meses de amadurecimento tomam a decisão junto a Vara da Infância e a partir daí surgem novas etapas desta “gestação”, que são também incentivadas e influenciadas pelas medidas deste órgão.
No Serviço de Psicologia os requerentes são motivados a refletir mais sobre suas possibilidades e sobre os preconceitos e equívocos que ainda levam consigo, inclusive sobre as expectativas ligadas ao perfil da criança pretendida. E junto a isso acontece um processo de abertura ainda maior.

Por Cintia Liana

2 comentários:

Letícia Godoy disse...

Oi Cintia,

Eu ia sair, no fim desistimos rsss, estou aproveintando para ler seu blog.
Vc está certissima sobre o periodo de espera, também sou totalmente a favor, claro que não excessivo. É necessário mesmo, é preciso estudar, ler muito, frequentar grupos de apoio, considero fundamental. Já falei sobre isso também no meu blog.

Beijinhos

Juliana disse...

Oi Cíntia,
Acabei de conhecer seu blog através do "Filhos adotivos", parabéns pelo seu trabalho. Agradeço a indicação do Apoio Materno. Estarei colocando você no meus links. Seria um prazer receber algum artigo seu sobre adoção. Se quiser envie para apoiomaterno@gmail.com
Um grande beijo
Juliana